Como recuperar YouTube hackeado?

Se você teve seu canal do YouTube roubado, então vamos ensinar o passo-a-passo do que fazer.

RESUMO

1. O que fazer para recuperar YouTube hackeado:

Infelizmente, têm ocorrido cada vez mais episódios nos quais youtubers / influencers precisam recuperar seu YouTube hackeado.

Certamente, as formas mais comuns de “roubo” de contas no YouTube têm sido, por exemplo:

a) Página falsa de login do Google;

b) E-mails falsos se passando pelo YouTube ou marcas;

c) Download de programas maliciosos.

Se você teve o seu YouTube hackeado, siga os seguintes passos para recuperar sua conta: 

1.1. Caso ainda consiga fazer login na sua conta:

Faça o login e tome as seguintes providências:

a) No painel de navegação à esquerda, clique em Segurança.

b) No painel Como fazer login no Google, adicione opções de recuperação para retornar à sua conta com facilidade no futuro. Ative a verificação em duas etapas para adicionar outra camada de segurança à sua conta. Se você usa o Gmail, verifique a configuração de filtros e encaminhamento. Verifique se seus e-mails não estão sendo encaminhados para um endereço de e-mail que você não tenha configurado.

1.2. Se você perdeu seu acesso à conta:

Para receber ajuda sobre como voltar a acessar sua conta:

a) Siga as etapas para recuperar sua conta do Google ou seu serviço Gmail. Você terá que responder a algumas perguntas para confirmar que a conta é realmente sua. Responda da melhor forma possível. Tente não pular as perguntas. Se não tiver certeza sobre uma resposta, dê seu melhor palpite em vez de pular para outra pergunta.

b) Redefina sua senha quando solicitado. Escolha uma senha forte que você ainda não tenha usado com essa conta.

c) Crie uma nova conta ou use outra conta do Google e abra um tópico na comunidade relatando o ocorrido neste link.

2. Como se prevenir de ataques e facilitar sua vida para recuperar YouTube hackeado:

Para evitar cair neste tipo de situação, siga as seguintes dicas:

a) Primeiramente, o cibercriminoso tira vantagem da curiosidade das suas vítimas. Então, muito cuidado com e-mails e mensagens com links, principalmente de bancos ou com ofertas mirabolantes, incusive de marcas. Abra arquivos em outro dispositivo, se possível, e prolongue bastante as conversas pedindo detalhes, videochamadas etc. (hackers não terão paciência);

b) Em segundo lugar, tenha uma boa solução de segurança instalada no computador, que inclua entre os recursos antivírus e firewall, no mínimo. Soluções gratuitas, infelizmente, não costumam ser as mais eficazes. Neste caso, vale a pena um bom investimento;

c) Em terceiro lugar, é extremamente importante manter plug-ins utilizados de navegadores de internet sempre atualizados;

d) Além disso, anote em algum lugar seguro, de preferência que não seja o seu PC ou celular, a URL e os códigos ID de usuário e ID do canal, número do telefone da verificação da conta, e-mail de recuperação de senha (email secundário), qual o país do Canal;

e) Se for o seu caso: anote e guarde a ID da Conta do AdSense e ID da conta do Google Ads;

f) Tenha a URL de ao menos seus quinze últimos vídeos;

g) Por fim, tenha mais de uma conta como administradora do canal. Não use sua conta de e-mail principal. Não conte para ninguém qual é o email que administra seu canal;

h) Tenha uma senha forte (com caracteres, letras, números e mais de 9 dígitos) e troque a cada 90 dias;

i) Desconecte da sua conta e limpe os dados do navegador com frequência;

j) NÃO use o preenchimento automático de senhas e dados de acesso;

k) Se você precisa dar acesso ao seu canal para outros, crie níveis de acesso convidando administradores, sem que eles precisem acessar a conta principal.

3. Quais as medidas judiciais cabíveis para recuperar YouTube hackeado e punir o ofensor:

Primeiramente, se deve obter ordem judicial para identificar o ofensor. O Marco Civil é expresso nessa questão. Legalmente, a quebra do sigilo para obter as informações de determinado usuário ocorre através de decisão judicial.

Logo, só se pode identificar a pessoa através de ordem de um juiz conseguida através de uma ação judicial.

Além disso, se deve registrar um boletim de ocorrência em uma delegacia especializada em crimes digitais e prosseguir com o processo criminal.

Após conseguir a identificação do ofensor, se parte para o requerimento de uma indenização por danos morais e/ou materiais pelos prejuízos sofridos pelo youtuber / influencer.

4. Conclusão:

Em suma, se você teve seu canal no YouTube hackeado, não se desespere. Siga os passos indicados aqui.

Além disso, é fundamental que você procure um advogado especialista em direito digital para lhe orientar corretamente a respeito.

A velocidade e competência do profissional contam demais, já que o hacker pode desaparecer a qualquer segundo, bem como as provas do que aconteceu.

Busque sempre a melhor assessoria possível. Qualquer erro de um advogado não qualificado pode ser fatal.

Nos vemos nos próximos artigos!

Marina Affonso Silva - Affonso e Lima Advogados - Somos especialistas em Direito Digital e auxiliamos Influencers, Youtubers e outras pessoas e empresas em todas as suas necessidades jurídicas.
Marina Affonso Silva

Graduação em Ciências Jurídicas e Sociais (UFRJ). Agraciada pelo Reitor da UFRJ com a dignidade acadêmica no grau Cum Laude. Pós-Graduada em Direito (Escola Paulista de Direito). Eleita a 7ª advogada mais digital do Brasil em 2019 pela ADVBOX. Successful Negotiation: Essential Strategies and Skills (University of Michigan). Legal Tech & Startups (IE Business School). Crimes Digitais e Meios de Prova Forense (Escola Superior de Advocacia Nacional). Idiomas: português e inglês.

Somos especialistas em Direito Civil e Digital.