Golpe bancário na internet: foi vítima? Saiba o que fazer!

Saiba os seus direitos e o que fazer. Você pode ter direito a pedir uma indenização!

RESUMO

1. Golpe bancário na internet: aumento de 80% desde 2020

Golpes bancários na internet tiveram aumento de 80% em 2020, segundo dados da Febraban. É um número bastante alto.

Por exemplo, o volume de tentativas de ataque de phishing bancário – envio de links ou arquivos falsos por e-mail para capturar dados da vítima – aumentou 80% no Brasil.

Igualmente, os golpes usando falsas centrais de atendimento aumentaram 70% e os de fraudadores que se fazem passar por portadores de bancos cresceram 65% no período.

De acordo com a Febraban, 70% das tentativas de golpe bancário na internet aplicam técnicas de engenharia social para induzir as pessoas a fornecerem suas senhas e outros dados sensíveis.

Neste sentido, entre os meios mais usados para aplicar golpes estão mensagens de texto e voz pelo WhatsApp, centrais falsas de atendimento telefônico, retirada de cartão por um fraudador que se faz passar pelo banco ou pela administradora de cartões, e a troca do cartão da vítima no momento da compra.

Por fim, a Febraban também ressalta envio de golpes por links patrocinados em buscas on-line e perfis sociais falsos.

2. O que fazer se você for vítima de um golpe bancário na internet

Com efeito de lhe ajudar se você foi vítima de um golpe bancário na internet, vamos listar aqui algumas providências que você deve tomar para não só punir o golpista, como também reaver seu dinheiro:

a) primeiramente, você deve imediatamente avisar a instituição financeira sobre o que está ocorrendo ou ocorreu, para que seja feito o bloqueio de logins e senhas e o prejuízo seja menor;

b) em segundo lugar, guarde cópias de todos os extratos que mostrem a movimentação fora do comum na conta;

c) em terceiro lugar, procure imediatamente um advogado especialista em direito digital, para que este profissional te oriente sobre como obter mais provas e como guardá-las adequadamente. Isso pode fazer toda a diferença no momento de reaver estes valores;

d) Por fim, com a ajuda do advogado, registre um boletim de ocorrência na polícia. Desse modo, é importante não mexer ou alterar o equipamento que você utilizou e sofreu o golpe.

A partir dessas providências, será possível buscar o reembolso dos prejuízos e, eventualmente, a reparação de danos morais.

2.1. Dicas adicionais para evitar ser vítima de um golpe bancário na internet:

Para que você evite cair num golpe bancario na internet, é importante seguir as seguintes dicas:

a) Primeiramente, o cibercriminoso tira vantagem da curiosidade das suas vítimas. Então, muito cuidado com e-mails e mensagens com links, principalmente de bancos ou com ofertas mirabolantes;

b) Em segundo lugar, tenha uma boa solução de segurança instalada no computador, que inclua entre os recursos antivírus e firewall, no mínimo. Soluções gratuitas, infelizmente, não costumam ser as mais eficazes. Neste caso, vale a pena um bom investimento;

c) Em terceiro lugar, é extremamente importante manter plug-ins utilizados de navegadores de internet sempre atualizados;

d) Além disso, o usuário deve ficar atento ao uso de meios de pagamento seguros, em geral indicados no rodapé do site. Ao iniciar a compra, o site deve exibir o endereço iniciando com “https://”. Evite ainda sites que armazenam o número do cartão de crédito.

3. Conclusão

Em suma, se você, infelizmente, foi vítima de um golpe bancário na internet, imediatamente avise a instituição financeira e guarde os extratos das transações e do seu saldo, antes e depois do golpe.

Uma vez que isso for feito, procure imediatamente um advogado especialista em direito digital para lhe orientar e registrar um boletim de ocorrência.

Espero ter ajudado. Um abraço!

Marina Affonso Silva - Affonso e Lima Advogados - Somos especialistas em Direito Digital e auxiliamos Influencers, Youtubers e outras pessoas e empresas em todas as suas necessidades jurídicas.
Marina Affonso Silva

Graduação em Ciências Jurídicas e Sociais (UFRJ). Agraciada pelo Reitor da UFRJ com a dignidade acadêmica no grau Cum Laude. Pós-Graduada em Direito (Escola Paulista de Direito). Eleita a 7ª advogada mais digital do Brasil em 2019 pela ADVBOX. Successful Negotiation: Essential Strategies and Skills (University of Michigan). Legal Tech & Startups (IE Business School). Crimes Digitais e Meios de Prova Forense (Escola Superior de Advocacia Nacional). Idiomas: português e inglês.

Somos especialistas em Direito Civil e Digital.